26/04/1937 – A Guerra Civil Espanhola e o Bombardeamento da Cidade de Guernica

O bombardeamento à Cidade de Guernica, efetuado em 26 de Abril de 1937 pela legião Condor, unidade militar essencialmente constituída por tropas alemãs, enviadas por Hitler para apoiar as forças do general Francisco Franco, constitui um marco na história militar por se ter tratado do primeiro bombardeamento aéreo sobre civis da história.

A pequena cidade, situada na região do País Basco, estava incluída na frente norte, numa região que havia sido isolada pelas tropas rebeldes, apoiadas por alemães e italianos, mas não se encontrava diretamente na frente de batalha nem apresentava nenhum tipo de objetivo legítimo do ponto de vista militar.

Guernica foi utilizada pelas forças do general Franco e pelos alemães para efetuar experiências sobre o efeito de bombardeamentos sobre as populações civis.

Um dos objetivos era o de analisar se um bombardeamento maciço que provocasse um grande número de mortos e feridos, poderia afetar o espirito combatente e de resistência das populações, levando por exemplo a que estas hostilizassem as forças que as defendiam.

O outro objetivo era político, e destinava-se a marcar uma posição muito clara por parte do general rebelde Francisco Franco, relativamente à posição do governo Basco, que funcionou quando a região norte ficou isolada do resto das zonas republicanas, como um estado autónomo.

Calcula-se que, ao todo, 22 toneladas de explosivos foram lançados sobre a cidade, entre pequenas bombas incendiárias e bombas de 250 quilos.

O ataque destruiu a maior parte da localidade, na época com 5 000 a 7 000 habitantes, causando centenas de vítimas.

Partilhar

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *